Web Summit? Explicamos-lhe tudo

O Web Summit, é considerado um dos mais importantes eventos mundiais de tecnologia, empreendedorismo e inovação.

A Web Summit nasceu em 2010, em Dublin, na Irlanda – onde se manteve até 2015 – , pelas mãos de Paddy Cosgrave, o rosto que ainda hoje lidera o evento. Na altura, Paddy conseguiu reunir 400 pessoas da comunidade tecnológica em Dublin. No ano seguinte, triplicou de tamanho e este ano, em Lisboa, a organização espera 53.056 pessoas com entradas para os quatro dias.

Serão mais de 50.000 pessoas a assistir a conferências, a conhecer e a dar-se a conhecer nos pequenos stands montados na FIL, e a descobrir tudo o que de mais inovador se faz no mundo, actualmente.

O Web Summit vai dividir-se entre o MEO Arena e a FIL, e servirá essencialmente para startups de várias partes do mundo mostrarem os seus produtos, fazerem novos contactos e, quem sabe, encontrarem investidores ou parceiros.

Além da componente de exposição, o Web Summit contará com uma série de conferências, estando confirmados alguns dos maiores nomes da indústria.

Temas bem actuais como a inteligência artificial, o ad-blocking, a condução autónoma, a realidade virtual, o open-source ou a utilização de cannabis medicinal não ficarão de fora deste Web Summit. Não serão só “tecnológicos” a compor os painéis de discussão. Políticos como Durão Barroso, Paulo Portas ou Tiago Brandão Rodrigues têm presença assegurada, assim como pessoas ligadas ao mundo do desporto como Patrícia Mamona, Luís Figo, Rui Costa ou Bruno de Carvalho.

O Web Summit arranca hoje, ao final de tarde desta segunda-feira, dia 7, com as boas-vindas do organizador Paddy Cosgrave e de António Costa.