O que é o Business Model Canvas? Explicamos-lhe tudo

Esta ferramenta permite aos empreendedores definirem, de uma forma simples, as principais diretrizes do seu negócio.

O que é o Business Canvas Model?

O Business Model Canvas é uma ferramenta utilizada por empreendedores de todo o mundo, que tem como principal objetivo definir a estrutura do negócio e as linhas fundamentais do modelo de negócio da empresa. Através desta ferramenta é possível avaliar se a empresa tem asseguradas as principais condições para garantir a viabilidade da sua atividade.

A estrutura do ‘business model canvas’ assenta na construção de uma grelha dividida em nove partes, que dizem respeito a cada uma das variáveis a ter em conta na criação de uma empresa ou no lançamento de um novo produto. Nomeadamente, a estrutura de custos; as fontes de receitas; os segmentos de cliente; o relacionamento com os clientes; as propostas de valor; os recursos-chave e as atividades-chave; as parceiras-chave e os canais.

De seguida explicamos com mais detalhe, as informações que devem ser definidas pelo empreendedor em cada bloco desta grelha.

1. Atividades-Chave:

Aqui os empreendedores definem e discriminam todas as atividades e processos necessários para que os produtos e serviços cheguem com sucesso ao cliente. Aqui estão incluídas variáveis como a produção, embalagem e distribuição.

2. Proposta de valor:

O que distingue o seu negócio daquilo que já existe no mercado? Esta é a grande questão que os empreendedores deverão saber responder neste bloco. Ou seja, é necessário identificar os fatores diferenciadores face à concorrência, pois só assim a empresa poderá posicionar-se corretamente e identificar o espaço no mercado onde tem vantagens competitivas.

3. Segmentos de clientes:

Nesta variável é fundamental traçar o perfil que se quer atingir, para perceber quais são as suas necessidades, problemas, hábitos e rotinas.

4. Relação com os clientes:

Associado ao bloco anterior aparece a variável “relação com os clientes”. Aqui deverão ser definidas as estratégias para fidelizar e conquistar os clientes. Por exemplo, como será feita a comunicação junto do consumidor – direta ou através de uma terceira entidade.

5. Fontes de receitas:

Esta é uma das variáveis fulcrais para garantir a viabilidade financeira do negócio. Há uma série de questões que têm de ser respondidas neste bloco. Exemplo: qual o valor a definir para o meu produto e serviço? Qual o posicionamento do meu produto e serviço em termos de preço quando comparado com a concorrência? Que outras receitas posso ter além das vendas?

6. Estrutura de custos:

Aqui discriminam-se todos os custos associados ao desenvolvimento da atividade da empresa. Muitas vezes, este é o último bloco a ser preenchido, pois só depois de ficarem definidas as restantes variáveis é que os empreendedores conseguem perceber qual será a real estrutura de custos do seu negócio. Este ponto é muito importante, já anteriormente explicamos a importância da otimização de custos nas empresas.

7. Canais:

Nesta fase os empreendedores determinam como é que os seus produtos e serviços vão chegar até aos clientes. Por exemplo: Quais serão os canais utilizados? Como será feita a venda do produto? Será venda direta ou indireta? Estes são alguns exemplos de questões que devem ser respondidas.

8. Recursos-chave:

Os recursos, humanos e financeiros, são essenciais para o desenvolvimento bem-sucedido de uma empresa. Discrimine-os. Sabe quanto terá de pagar pelos seus colaboradores?

9. Parcerias-chave:

Aqui são definidos, entre outros aspetos, quais serão os fornecedores da sua empresa.

De seguida mostramos-lhe um exemplo de um quadro, que poderá usar para preencher o seu Business Canvas Model .