Seguro de Crédito, o que é e como funciona?

O seguro de crédito permite mitigar o risco presente nas transações comerciais a crédito.

O Seguro de Créditos é um produto que protege as empresas contra perdas no incumprimento de pagamentos comerciais. Com a ativação de um Seguro de Crédito as empresas beneficiam de uma gestão eficaz dos créditos a clientes e ficam cobertas face ao não pagamento das vendas a crédito de bens e serviços. O Seguro de crédito cobre apenas operações entre empresas (business-to-business).

 

Em que consiste um Seguro de Crédito?

O Seguro de Crédito protege as empresas contra o não pagamento da dívida por parte dos clientes, assegurando assim que as faturas sejam pagas. As empresas podem assim gerir eficazmente os riscos associados à atividade comercial.
São vários os fatores, não controlados pelas empresas, e que poderão vir a revelar-se decisivos para o incumprimento de uma divida por parte de um cliente, nomeadamente, processo de insolvência, o incumprimento prolongado ou até riscos geopolíticos.
Com o seguro de crédito o capital de uma empresa fica protegido, os fluxos de caixa são mantidos, a obtenção de empréstimos e pagamentos é potenciada e os ganhos são protegidos de situações de incumprimento. Para empresas exportadoras, o seguro de crédito é um aliado importantíssimo para mitigar o risco comercial, incrementando as vendas e fazendo com que os seus negócios possam crescer de forma sustentável.
O Seguro de Crédito também pode melhorar a relação da empresa com os seus financiadores. Em muitos casos, o banco exige Seguro de Créditos para avaliar um empréstimo baseado em ativos.

 

Quais os principais motivos para investir num seguro de crédito:

  • Gestão de tesouraria: Através da proteção dos recebimentos o seguro de crédito é uma ferramenta essencial na gestão da tesouraria da sua empresa;
  • Aumento das vendas: Se as vendas estão seguras, a empresa pode vender com mais segurança aos clientes existentes ou procurar novos clientes com conhecimento prévio sobre os mesmos;
  • Expansão para mercados internacionais: Proteção contra os riscos de exportação e conhecimento do mercado para serem tomadas decisões direcionadas para o crescimento;
  • Melhores condições de financiamento: Os bancos disponibilizam mais capital para a empresa e reduzem os custos dos fundos;
  • Conhecimento da viabilidade económica: As informações nas bases de dados das seguradoras, bem como a plataforma tecnológica disponibilizada, ajudam a reduzir os riscos operacionais;
  • Proteção contra o não pagamento e perdas: Se um evento imprevisível apanhar a empresa e a seguradora desprevenidas, o prejuízo é pago através do processo de indemnizações.

 

Quem deve subscrever um seguro de crédito?

Qualquer empresa que venda a crédito tem uma exposição a perdas ou incumprimentos dos clientes, e por isso é um potencial utilizador dos seguros de créditos.

O Seguro de Créditos também é amplamente utilizado em mercados de exportação em que as empresas não têm qualquer tipo de experiência ou onde há um ambiente político que torna essas operações um desafio para a concretização de negócios.

Enquanto o Seguro de Créditos pode ser um instrumento para muitas empresas, pode eventualmente não ser aplicável a empresas que vendam exclusivamente para empresas públicas ou de retalho, já que o Seguro de Créditos cobre unicamente operações business-to-business. Para a maioria das empresas que efetuam vendas a crédito para outras empresas o investimento em Seguro de Créditos é essencial. As operações em créditos comerciais têm um conjunto de custos associados a uma filosofia de risco, vendas restritas, informações financeiras e de crédito, gestão de coberturas de crédito, gestão de cobranças e insolvências, etc. São tudo custos reais, e deverão ser comparados com os custos associados aos de uma apólice de Seguro de Créditos, onde estes serviços estão incluídos como um beneficio associado. O Seguro de Créditos pode ser uma solução mais estável.

 

Exemplo de empresa seguradoras nos ramos de crédito e caução:

 

Leia Também:

Cinco questões essenciais para iniciar o processo de internacionalização »

Dicas para Otimização de Custos nas Empresas »

Como transformar uma ideia num negócio »